PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO MUNICIPAL SE UNEM EM PROL DO COMÉRCIO LOCAL

PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO MUNICIPAL SE UNEM EM PROL DO COMÉRCIO LOCAL


Publicado em: 17/05/2017 00:00 | Fonte/Agência: ASCOM

Whatsapp

 

Desde os acontecimentos de arrombamentos das agências do Itaú e Correios em Coronel Murta no dia 09 de março de 2017 a cidade passa por um período de inúmeras dificuldades, sobretudo o comércio local tem sido o maior prejudicado.
A administração “Tempo de Mudança” não tem medido esforços para buscar soluções junto aos órgãos competentes, inclusive junto à instituição financeira Itaú Unibanco, já que se trata de uma empresa privada e independe do poder público para tomadas de decisões.
A Prefeita Amariles Santos Lima, após alguns contatos por telefone, recebeu no dia 30 de março a informação de que já havia sido solicitado a visita de um Engenheiro para avaliação e retomada da reforma do prédio da agência, fato que não se concretizou.
Neste período, a administração participou de reuniões na capital do estado com Secretários de Estado; de Segurança Pública, de Governo, além de Comando Geral da Polícia Militar do Estado e Polícia Civil, em busca de melhorias e soluções para a segurança em nosso município e região, com a participação do Vice-Prefeito Rômulo Murta, o Assessor Jurídico do município Dr. Gilmar Fernandes, e , novamente na última semana a Prefeita se reuniu com Secretário de Estado de Segurança de Minas Gerais Sérgio Barboza Menezes.
Por fim, no dia 05 de maio a Prefeita encaminhou um dossiê contendo diversas informações, quanto as medidas tomadas em relação à segurança pública, bem como a relação institucional/financeira entre o município e o Itaú.  (veja o conteúdo na íntegra no link  http://docdro.id/GimVTR5 ), atas de reuniões da câmara legislativa do município, Consep e comerciantes.
A notificação sobre o fechamento da agência 5534 em Coronel Murta, foi entregue no dia 06 de maio, desde então está sendo uma “força tarefa” pelos poderes executivos e legislativo municipais, buscando apoio também junto aos deputados Alencar da Silveira Jr e Rodrigo de Castro, que já se dispuseram em ir até a sede da instituição em São Paulo para apresentar e ouvir propostas para a revogação da decisão de fechamento definitivo.
Ontem, 16 de maio de 2017, na Câmara de Vereadores, novamente se reuniram comerciantes, vereadores e representantes do executivo municipal, na oportunidade foi feito mais um contato com a Superintendência do Itaú em São Paulo, onde o Senhor Gabriel Viegas comprometeu-se em empenhar junto a Diretoria da referida instituição para que seja marcada uma reunião emergencial com a presença da Prefeita Municipal, Presidente da Câmara, Representantes do Comércio e Deputados Majoritários.
Tão breve seja dada uma resposta por parte do banco e agendada a reunião a comitiva se deslocará à São Paulo.
FECHAMENTO DE AGÊNCIAS FÍSICAS EM TODO BRASIL
O Itaú fechou 100 agências físicas no Brasil entre janeiro e março, totalizando 3.553 estabelecimentos em atividade em março, contra 3.563 em dezembro do ano passado.
Segundo o diretor de relações com investidores do banco, Marcelo Kopel, o encerramento das atividades foi mais concentrado no primeiro trimestre, mas está dentro do programado para o ano e da estratégia de focar no atendimento virtual.
De janeiro a março, nove agências digitais foram inauguradas, somando 144 em março, contra 135 em dezembro. "A tendência é continuar a abertura dessas agências", disse Kopel em teleconferência com jornalistas nesta quarta-feira (3).
O movimento, conforme o banco afirma em relatório, "está em linha com o perfil dos clientes", que "vêm demandando cada vez mais atendimento por meio de canais digitais".
Em nota enviada ao G1, o Itaú informou que o fechamento das agências não acarreta necessariamente em demissões. “Há movimentação de funcionários para as agências digitais, que têm crescido, e para outras áreas do banco. Neste trimestre, inclusive, houve aumento no número de colaboradores em relação aos três últimos meses de 2016", disse o banco.
Cidades sem agências
Números divulgados em março Banco Central mostram que, por conta da tendência dos bancos em digitalizar o atendimento e também da onda de assaltos violentos, aumento o número de cidades sem agências físicas.
Nos últimos 2 anos, mais de 100 cidades deixaram de ter qualquer dependência bancária.
Fonte: G1.com.br
 


Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação

SEMASH REALIZA I FÓRUM COMUNITÁRIO DO SELO UNICEF 2017/2020

29/08/2018 19:51

Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação

I FÓRUM COMUNITÁRIO DO SELO UNICEF 2017/2020

23/08/2018 16:00

. Gabinete da Prefeita

Estado deve mais de 2,5 Milhões a Coronel Murta

16/08/2018 19:30

. Gabinete da Prefeita

COSEMS/MG DIVULGA DÍVIDA DO ESTADO COM CORONEL MURTA

07/08/2018 14:57