Coronel Murta / Minas Gerais

 A história de Coronel Murta é repleta de fatos contados de geração para geração, envolvendo desde a atuação dos índios tocoiós, a família Murta, o chamado 'grupo baiano' e os garimpeiros, até elementos bastante pitorescos.

O arraial Boa Vista do Jequitinhonha foi fundado, por volta de 1908, pelo Coronel Inácio Carlos Moreira Murta. Em 1948, foi elevado a distrito com o nome de Itaporé, que, na linguagem indígena, significa 'Cachoeira da Pedra''.

Em 1953, Itaporé tornou-se município e passou a se chamar Coronel Murta, em homenagem ao seu fundador. A extração mineral, cujas valiosas pedras são comercializadas em todo o país e até mesmo exportadas, fazem a fama da cidade.

Dentre os eventos anuais, destacam-se a tradicional festa de Nossa Senhora Auxiliadora, realizada em maio, e as festas juninas, com o 'Grande Forró'. Conhecida como a 'Terra do Sol', banhada pelo rio Jequitinhonha, Coronel Murta oferece praias fluviais, a Cachoeira do Salto e o Rochedo como atrativos naturais.

Gentílico: Coronelmurtense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Itaporé (ex-povoado de Boa Vista de Jequitinhonha), pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923, criado com terras desmembradas do distrito de Bom Jesus do Pontal, subordinado ao município de Araçuaí.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Itaporé, figura no município de Araçuaí. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Pela lei estadual nº 336, de 27-12-1948, o distrito de Itaporé passou a denominar-se Coronel Murta. A mesma lei acima citado transfere o distrito de Coronel Murta (ex-Itaporé) do município de Araçuaí para o de Virgem da Lapa. No quadro fixado para vigorara no período de 1944-1948, o distrito de Coronel Murta, figura no município de Virgem da Lapa.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950. Elevado à categoria de município coma denominação de Coronel Murta, pela lei estadual nº 1039, de 12-12-1953, desmembrado de Virgem da Lapa. Sede no antigo distrito de Coronel Murta. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1954. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-1-1979. Pela lei estadual nº 8285, de 08-10-1982, é criado o distrito de Frei Cardoso e anexado ao município de Coronel Murta.

Em divisão territoriasl datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 2 distritos: Coronel Murta e Frei Cardoso. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1993. Pela lei municipal nº 91, de 20-10-1995, é criado o distrito de Barra da Salinas e anexado ao município de Coronel Murta. Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído de 3 distritos: Coronel Murta, Barra da Salinas e Freire Cardoso.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. Alteração toponímica distrital Itaporé para Coronel Murta, alterado pela lei estadual nº 336, de 27-12-1948. Transferência distrital Pela lei estadual nº 336, de 27-12-1948, transfere o distrito de Coronel Murta ex-Itaporé do município de Araçuaí para o de Virgem da Lapa.